Arquivo para a categoria “Inspiração”

Óculos redondo: vem cá, seu lindo!

Eles ressurgiram em 2011, fizeram sucesso, mas agora voltaram com muito mais força. Hello, óculos redondo! E hello pra minha vida, adivinha quem já estou apaixonada?

image_1De novidade eles não tem nada, né?! Era o queridinho de todo mundo nos anos 60 e 70 (que os estilistas não cansam de reinventar e que, a cada estação, conquista mais e mais seguidores). E John Lennon e Ozzy não me deixam mentir.

oculos-redondos000Nos anos 90 até tentaram trazer de volta o bonitinho, em 2011 a coisa ficou mais entre americanos e europeus e só agora a coisa vingou mesmo no Brasil e promete muitos adeptos pro verão de 2014.

fotoAcho o modelo redondo super descontraído, por isso passeia bem por vários estilos: hippie chic, rock girl, casual, girly, retrô, etc. Fica com aquela carinha vintage-cute-moderna-estilosa de ser. Se quiser seguir toda a tendência (que nem é tendência mais) setentista, aposte nas saias longas, vestidões, calças pantalonas e cinturas alta. Amor!

óculos-redondo2E ó, dica boa pra quem pensa: “ai, mimimi, tenho rosto redondo e não posso usar”. Pode sim, bonita! É só escolher um modelo que o diâmetro ultrapasse um pouco a lateral do seu rosto, não tem erro e você vai ahazar!

o-o

Anúncios

Metalizado: quem ainda não usou, vai usar!

Pars quem ainda não sabe, uma novidade: a Oliveira está de site novo, com loja virtual, blog e etc. E euzinha tenho uma coluna semanal por lá, pra falar de tudo que a gente gosta. Legal, né?

Pois bem! Ontem entrou o texto da semana e, como eu falei disso aqui no Panela anteontem, vou republicar aqui. Lembram do post sobre os esmaltes com glitter? Prometi fazer um post sobre a onda dos metalizados e aqui está :)

1056948_10151713997859183_1740439795_nDia desses participei de uma mostra sobre tendências de cores e texturas, aqui em SP. Foi super legal, serviu muito para me deixar antenada em tudo que vamos usar nas próximas estações. E claro, vou compatilhar várias coisas com vcs por aqui.

Um dos tópicos mais falados na mostra foi o hit dos metalizados. Não por ser uma tendência ou novidade, mas pelo boom. Eles já apareceram nas coleções de roupas/ sapatos e bolsas há dois anos (alguém conseguir viver sem uma calça prata ou dourada ano passado? A minha tá lá no guarda-roupa, bonitinha!), mas meio que secudários. Ano retrassado ficaram atrás do color block, ano passado ficaram atrás do neon e candy colors e agora prometem ser as grandes estrelas, principalmente os tons mais puxados para o cobre.

1075167_10151713997164183_1686303614_nQuem ainda não teve coragem de ousar no glitter dos acessórios, a hora é agora. Vimos muitos sapatos com glitter ano passado, usamos muito e vamos usar muito mais! Eu, que particularmente, AMO brilhos, glitters e afins, fiquei bem feliz. Acho que um sapato tchananam levanta qualquer look basiquete. E é uma ótima opção para quem quer estar na moda e acha uma jaqueta toooda brilhosa ousado demais para seu estilo.

992247_10151713996779183_1365848898_nOutros materiais que voltam com tudo nessa onda são o tricô e o couro. Tanto para sapatos e bolsas como para roupas. E não tem essa de metalizado só a noite ou para ocasiões especiais. Pode usar sem medo, mesmo com o sol lá em cima. Só existe uma regra aqui: bom senso! É brilho, é lindo, tá na moda, mas pode ficar DEMAIS, então cuidado, sem exageros.

PARA O DIA:
Combine o brilho com jeans ou outros materiais menos pomposos, como o moleton. Escolha também tons neutros (brancos, beges, cinzas, pretos) ou tons pastéis.

look-lindo1

PARA A NOITE:
Suba no salto e arrase! Jaquetas metalizadas, vestidos, sapatos de salto com glitter, saias de couro pra balada, maquiagem metalizadas, tá liberado!

Todo mundo brilhando muito por aí!

10 tapas na sua cara

Sabe aquelas verdades que a gente sabe que é verdade, tem consciência total, mas não queremos admitir e muito menos ouvir alguém falando/ dando sermão? Meio complexo, né?! Mas é assim mesmo e eu sei bem que vocês me entendem. Quantas coisas a gente prefere nem falar em voz alta só pra não ter que ouvir aquilo e acreditar? 

Voltei pra casa hoje pensando nisso. Em coisas que não suporto em mim, vivo reclamando, mas não admito ser real. Conversei com uma amiga e ela confessou ter o mesmo “problema”. Daí veio o post…

menina_desconfiada10 tapas na (minha/ sua) cara:

  1. Não, a vida não está contra você, você que anda fazendo tudo errado mesmo.
  2. Sabe aquele passe de mágica que faz seu dinheiro sumir? Ele não existe! Pois é, você está gastando demais
  3. Ganhar uma promoção no trabalho não é muito difícil. Quem sabe se você passar menos tempo no bate-papo e mais tempo trabalhando de verdade as coisas não aconteçam?
  4. Se o cara viu a sua mensagem e não respondeu: ou ele tá numa aldeia indígena sem conexão ou ele simplesmente não está afim de você
  5. Você pode emagrecer sim, é só parar de comer toda essa quantidade de coisas e se levantar do sofá
  6. Se você é do tipo que “esquece tudo”, tá na hora de parar de rir disso e comprar uma agenda
  7. É fácil resolver o problema do sono durante o dia: durma cedo!
  8. Falando em dormir, querido, você não tem insônia, você tem smartphone/ computador/ tablet na cama
  9. Quanto maior a preguiça que você tem das pessoas, maior a preguiça que elas têm de você
  10. Pare de gastar tanto tempo planejando o que vai fazer com o prêmio da mega sena que você não ganhou e invista seu tempo em coisas produtivas e que trarão realmente lucros para sua vida (um curso? uma aula nova? um livro?)

E depois dessa eu vou dormir, abraçadinha com meu travesseiro, refletindo na vida e planejando soluções.

Minhas escolhas na Oliveira

Como eu já falei por aqui e lá na fanpage do Panelaa Oliveira está de site novo. Agora dá pra comprar todos os modelos lhendos pelo próprio site. Bom, né?! E, seu eu fosse você, corria na loja virtual… Acima de 3 pares, o frete é por conta deles! Curtiu?  Então: clica aqui!

Ai vc vai dar uma olhadinha nos modelos e também ficará em dúvida (sei das coisas!)? Hahahaha! Calma. Confere aí as minhas escolhas da coleção de inverno, às vezes dá uma clareada nas ideias :)

Gente, sério, to em um relacionamento MUITO sério com essa biker boots com spikes. Tipo amor sincero amor verdadeiro.

E ó, para quem tem instagram, tem promo lá no @oliveiralovers. Uma sortuda vai levar 4 modelos tchucos pra casa ;) Dá uma olhadinha:

Torçam por mim, pessoal! Hahahaha! EU QUERO GANHAR!

Estou ocupada mudando o Brasil

Para quem ainda não sabe, a Oliveira Shoes está de site novo, de cara nova, lindão e… tem uma coluna minha no blog da marca! A coluna é semanal e é um espacinho pra eu dar algumas dicas, falar o que penso e tal (fiquem de olho!).

Pois bem, semana passada publiquei esse texto lá e fiquei com muita vontade de postar aqui, porque tem muito do que eu penso e muito do que eu passei nos últimos dias.

Estou ensaiando esse texto desde quinta-feira. Coloquei na cabeça que ia escrever sobre os últimos acontecimentos no país, mas confesso que não sabia como. Li tantas coisas, principalmente sobre teorias da conspiração, que já nem sabia o que pensar. Continuo atrás de informações, mas defini umas coisas na minha cabeça… um pouco.

Quinta-feira, 13 de junho.
Liberei minha equipe mais cedo da agência e tentei chegar em uma reunião. Por causa das ruas bloqueadas na Av. Paulista por policiais, o trânsito era absurdo e eu demorei muito tempo para conseguir dar a volta no quarteirão. A reunião ficou pro outro dia e eu fui direto pra casa.
Cheguei em casa reclamando da manifestação e de como estavam atrapalhando a minha vida. Morro de vergonha disso, mas aconteceu. Sentei para trabalhar e recebo um sms, de uma amiga: “Gabi, vc já saiu da agência? Tá rolando bomba na Paulista”. Oi? Bomba? Abri o facebook e twitter atrás de informações… Chorei! Chorei muito e fiquei com muita vergonha de mim, da minha falta de informação e com muita vergonha desse país. Li relatos de pessoas extremamente feridas pelas balas de borracha, vi fotos de amigos machucados, vi vídeos impressionantes. Não consegui dormir essa noite. Ficava pensando “como eu podia estar em casa se tanta gente estava lutando por algo que também era pra mim?!”, “como eu podia reclamar de uma manifestação que está protestando pelos meus direitos?”. Minha vontade era ir pra rua, pra dar minha cara a tapa também. Poxa, eu queria o que aquele pessoal estava defendendo, também era um interesse meu!

Segunda-feira, 17 de junho. 
Acordei super empolgada. Os últimos dias serviram para despertar um lado conformado, acostumado com o sistema e o governo. Participei de debates, chats, li muito o assunto e decidi ir pra rua. Sai da agência às 17h30, com alguns amigos, descemos até a Faria Lima a pé (era impossível entrar no metrô), dispostos a participar do 5º Ato contra o aumento da passagem. E, eu sei que vocês já cansaram de ouvir isso, mas ali, pra mim, não era pelos 0,20 centavos realmente. O aumento da passagem era a causa, mas ele era só a gota d`água. Todo mundo que estava ali tinha perdido a paciência. Fui pra rua porque queria a mudança, queria um transporte público melhor e queria (e quero!) tantas outras coisas.
E ali, no meio de uma multidão, eu vi um monte de gente que também estava cansada e tinha perdido a paciência. Tinha gente de tudo quanto é jeito, idade, cor, sexo, classe social, profissão e partido. Tinha um monte de gente unida por um ideal. Foi incrível!
Enquanto andávamos pela Berrini, recebemos notícias de Belo Horizonte, Brasília e Rio… O país estava se mexendo!

Terça-feira, 18 de junho.
Não existia outro assunto. E, na minha opinião, a manifestação já tinha cumprido um grande papel: trouxe uma consciência política para a nossa geração que nunca existiu. Assim, ok, eu sei que existe grupos de jovens engajados desde sempre no país (trabalho na Paulista, vejo manifestações pelo menos umas 2x por semana), mas quantos % eles representavam? Quantas pessoas eles atingiam? Os 0,20 centavos fizeram centenas de milhares de pessoas se mobilizarem, falarem sobre o assunto, discutirem ideais e, principalmente, se juntarem. Parecia que todo mundo estava mais sociável, mais educado e mais cidadão.
Novamente fui para a rua, mas dessa vez eu vi a coisa ficando feia.
A polícia chegou chegando e colocou todo mundo pra correr da pior forma possível. Com a repressão e toda raiva guardada por anos e anos, algumas pessoas perderam a cabeça e a avenida ficou parecendo um capo de batalha. E eu vi muita gente, que apoiava o movimento, mudar de opinião, chamar o protesto de “bagunça” e manifestantes de vândalos. Era isso que eles queriam. Queriam mostrar pra quem estava em casa que aquilo ali não passava de baderna e qua deviam temer a manifestação. E isso aconteceu.

Quarta-feira, 19 de junho.
Aqui em São Paulo o prefeito e governador anunciam a redução dos 0,20. A tarifa voltou ao que era. Vencemos a primeira batalha. Mas aquilo era motivo de comemoração? Não. Naquele momento a gente estava tão insatisfeito, com tanta coisa, que não conseguimos ficar felizes. No máximo ficamos um pouco esperançosos, poxa, lutamos por uma coisa e conseguimos. E o resto?

Quinta e os últimos dias…

As manifestações continuaram (e eu continuei indo pra rua!), mas estava tudo muito estranho. Várias pessoas estavam desanimadas, falando que não existia mais um foco (mas não eram vcs que falavam que “não era só pelos 0,20 centavos?”) e tantas outras já chamavam o protesto de festa. Também vi muta gente com medo de um “golpe” (tanta que até cogitei essa hipótese), como em 1964.
Calmaí! O gigante acordou e vai dormir de novo? Vai simplesmente falar “ah, tá ruim, mas a gente não tem um foco”? Que fogo de palha é esse?
Eu acho que o Brasil está bem ruim como está e quero fazer a minha parte. Pode não significar muito, mas depois de passar tanto tempo com a bunda no sofá, eu não consigo sentar de novo. Agora é a hora de tomar partido (vamos lá, né pessoal?! Sem utopias, tem que ter partido sim e temos que respeitar a opinião dos outros, democracia, lembram?), de continuar na rua, mas principalmente, é hora de se informar. Aceitar todos os eventos de protesto do facebook não é o melhor caminho, acredite. Pesquise antes sobre quem criou, o que aquele pessoal defende e quais são os seus objetivos. Discuta as mudanças, se reuna com seus amigos e falem sobre política, conversem com seus pais, familiares e colegas de trabalho, escute o que os outros tem a dizer e lute por algo que VC acredita. Vá pra rua para gritar por uma ideia que vc defende ou para reivindicar um interesse que também é seu! Vá pra rua buscar informação, conversar com gente que sabe mais que vc e faça parte disso! Deixe o mimimi e suas teorias da conspiração de lado, mude e faça parte da mudança! Estamos construindo um país novo. EU ACREDITO!

UPTADE!

Para quem dizia que “protesto sem líder para negociar não chega a lugar nenhum”, em duas semanas os manifestantes conseguiram: 1) redução das tarifas do transporte público e eliminação dos impostos sobre ele, 2) eliminação do 14o e 15o salário dos deputados e senadores, 3) uma proposta de plebiscito para reforma política, 4) derrubada da PEC 37, 5) transformação da corrupção em crime hediondo (aprovada no Senado, segue para a Câmara), 6) cancelamento do recesso parlamentar em julho, 7) primeira ordem de prisão pelo STF a um deputado federal, por desvio de verbas públicas, desde a Constituição de 1988… E essa lista vai crescer! Continuem com a faca no pescoço do Congresso, galera.

Para seguir no instagram

Já cansei de falar (e todo mundo de ouvir) que o instagram é minha rede social favorita. Gosto da dinâmica, já conheci um mooonte de gente interessante lá, vejo muita dica boa (de viagem, de produtos de beleza, de alimentação, etc) e sou apaixonada por fotos. Então, resolvi fazer um post com 5 perfis que eu AMO e acho que todo mundo tem que seguir. Seguir esse pessoal é ter a certeza de ver coisa legal no feed.

1. @adaniella

Se você ainda não segue a Dani, vc não vive no mesmo instagram que eu. Com mais de 100 mil seguidores, a Dani (uma linda fofa maravilhosa de BH) arranca aplausos com suas fotos. Ela consegue ver beleza onde a gente nem imagina. Suas composições são incríveis, olha só:

image_3

2. @helylopes

Uma explosão de cores e paisagem de fazer a gente suspirar. As fotos do Hely parecem pintura, de tão lindas e cheias de tons. Recentemente ele fez uma viagem pela Tailândia, Malásia e região e me deixou morrendo de vontade de conhecer tudo!

image

3. @garaujo

O Guilherme é o oposto do Hely, trocou a explosão de cores pelo preto e branco (sou alucinada com P&B). Quase todas as fotos do Gui são assim e, incrivelmente, cheias de tons. Acho que a foto P&B tem um charme incrível e as formas das fotos dele são sensacionais.

image_2

4. @gpoulain

Outro Gui! Hahaha! Com o feed desse Gui é MUITO difícil me manter na dieta. Ele morou um tempão em Paris e fez curso de Pâtisserie lá. Gente, vocês não tem noção dos bolos, doces e maravilhas que ele cria na cozinha. E as fotos são sempre, além de apetitosas, muito lindas. Até para falar os ingredientes da receita ele faz uma foto legal. Sem contar nas fotos das viagens que ele faz pelo mundo… uau!

image_4

5. @olgadubrovina

As fotos da Olga parecem sonhos de menina. Ela sempre trata suas fotos com tons roxos, rosas e pastéis, então tudo é super lúdico e encantado. Fiquei super apaixonada quando descobri a Olga no instagram, porque é muito conto de fadas, sai dando like em tudo!

image_1Espero que tenham curtido! Vou fazer mais vezes uns posts de dicas pro instagram, o que acham? Indicando gente bacana e uns apps bem show pra deixar as fotos bonitonas ;)

Desabafo da mais chata das redes

Recentemente divulgaram os resultados de uma pesquisa com a lista dos “10 perfis mais chatos nas redes sociais“. E em primeiro lugar, adivinha quem apareceu?! EU! Hahahaha! Assim, não eeeeeu, mas o meu perfil: “os viciados em exercícios e dieta”. Olha só como ficou o ranking:

Perfis-chatos-redes-sociaisE aí que resolvi cumprir meu papel: SER CHATA! Assim, eu não faço ideia de quem respondeu essa pesquisa e nem sei onde foi aplicada (também não fiz esforço pra saber), mas eu tenho certeza que a grande maioria está acima do peso (e é recalcado), vive de junk de food e tem (ou terá) problemas de saúde. Claro, porque o fulaninho sentado no sofá, com uma coca-cola na mão e uma pizza na outra, não vai curtir ver os pratos de salada, os incentivos e corpos da galera geração saúde. Deve ferir o ego demais abrir o instagram pra postar seu Mc Donalds e ver uma barriga chapada.

gordoE sabe por que eu sei disso? Porque eu ficava com raiva quando vivia a vida de sedentária-gordinha. Via as meninas magrinhas do instagram postando seus treinos e pensava: “aff”. Até que eu comecei a mudar a minha vida. Eu, minhas amigas e umas 262654356 pessoas. E o que os LEGALZÕES das redes não pensam é que, enquanto eles ingerem milhares de calorias e acompanham os memes da internet, a galera chata tá mudando a cabeça (e a vida!) de muita gente. Tá transformando uma geração, tá formando um pessoal preocupado com o que come, que abriu mão do junk food e hoje é muito mais saudável, se exercita e vai viver muito mais. 

foto (2)E enquanto as chatas aí conseguem um corpo legal na base de reeducação alimentar e exercícios, os advogados da internet falam de BBB,mandam solicitações de jogos, se especializam em ser críticos de algo, fazem campanha contra religião, política, empresas e afins (pq né?! Sempre têm tempo pra um mimimi), reclamam da presidente, do ministro, da cor do céu, do trânsito e NÃO MUDAM NADA! Feliciano tá sambando na cara da sociedade até hoje (mesmo depois de uns 5 milhões de compartilhamentos), Dilma tá fazendo o que quer e seu colesterol continua subindo.

Então assim, um GRANDE BEIJO pra quem riu concorda com esse resultado e acha a galera saudável chata. Pelo menos a gente tá se movendo, queimando calorias e mudando a realidade de alguma forma #prontofalei

 

 

 

Linda, gostosa e saudável

Sem títuloAcho que pouca gente sabe, mas eu já tive um blog sobre vida saudável, exercícios e essa onda de projetos toda. O adormecido #PROJETOG2010 (projeto gostosa em 2010). E ai que o projeto do ano x, y, z hoje é um projeto pra vida. Eu e as minhas amigas criamos um grupo no whatsapp e compartilhamos dicas, sofrimentos (tipo ir para uma festa infantil e se ver rodeada de brigadeiros), nossos cardápios, exercícios e todas as novidades que descobrimos por aí. A gente quer mais do que ficar sarada em 2013. A gente quer viver melhor, ter mais ânimo, ter uma pele/ cabelo/ unha mais bonitas, se sentir bem e o principal: ter saúde para viver 157 anos.

Older Couple Sitting Together at BeachO que eu mudei na minha vida?

  • Cortei refrigerante (mesmo! Sem “uma latinha de vez em quando)
  • Evito carboidratos refinados (tudo integral e cheio de grãos)
  • Evito carboidratos depois das 18h
  • Exercício todo dia (ou quase todo)
  • 2 litros de água por dia
  • Evito doces (o mááááximo que posso)
  • Inclui soja na minha alimentação (to pensando no futuro)
  • Evito alimentos de calorias vazias (sem nenhum valor nutricional)
  • Todo dia tem fruta, verdura, legume e proteína no cardápio
  • Passei a me alimentar com intervalos menos de tempo e em porções menores de comida (assim não sinto fome e meu estômago trabalha sempre)

E além dessa listinha BÁSICA, sempre aparece uma novidade na rotina (a do momento é o meu amor eterno pelo CHIA e um suco verde dos céus que comecei a tomar – e depois conto direitinho aqui).

img1O que mudou na minha vida? 

  • Perdi alguns quilinhos e medidas
  • Me sinto muito mais disposta e com energia
  • Minha unha, que sempre quebrava e vivia fraca, está linda e grande (como eu sempre quis!)
  • Meu intestino melhorou (Chia, te amo!)
  • Meu sono melhorou
  • Acordo cedo sem preguiça e sem me sentir uma zumbi
  • Sinto cada vez menos desejo por doces
  • Estou muito mais feliz!

Ao contrário de tooooodas as dietas que já fiz na vida, que eram cheias de restrições e de “NÃO POSSO“, o que eu faço agora é uma ESCOLHA. Não é que eu “não posso“, é que eu “não quero“. Não quero mais beber 2 litros de refrigerante por dia e deixar o meu organismo sofrendo com o sódio, açúcar, com as calorias vazias, com o gás e com o ph ácido. Não quero mais comer um pacote de bolachas que não tem nenhum nutriente que somará na minha vida. Trocar o “não posso” pelo “não quero” é a maior dica que posso dar para todo mundo que quer mudar de vida. Pesquise! Leia sobre o que você está comendo, entenda a tabela nutricional e entenda as necessidades do seu corpo. Se informe. Quando você entender as consequências de cada coxinha na sua vida, a escolha pelo saudável fica muito mais simples. E pare com as desculpinhas. “Não é meu biotipo”, “sou grande”, “tenho preguiça”, “está frio”, “estou de TPM”. Preguiça só atrai preguiça, viu bonitona?! ENTÃO LEVANTA DESSE SOFÁ.

Ah, sapatos!

285648_453673671373032_780932551_n
Existe gente que se pergunta por que o salto existe. Existe gente que duvida das habilidades femininas de manter o equilíbrio em saltos finíssimos e altíssimos. E existe até gente que ignora o efeito psicológico de um super sapato.
Sapatos são mais que acessórios. Sapatos são armas. E revelam mais que um molejo ritmicamente perfeito, revelam personalidade. A mulher precisa ser muito segura para segurar um sapato ousado e extravagante. As que optam por sapatilhas são muito práticas e as que só saem de tênis são sempre confortáveis.
E as pretinhas básicas.
E as de rasteirinhas descomplicadas.
E as atrevidas de oncinha.
Chiques, bem-resolvidas, inseguras ou muito ocupadas. Toda mulher escolhe o sapato de acordo com o dia, com o humor e com a intenção.
Experimente um super vestido com uma rasteirinha. Coloque um salto arrasador na mais básica das combinações (jeans + camiseta branca). O sapato tem poder de mudar tudo e fazer acontecer.
E os saltos… Ahhhh os saltos. Suspiros. Eles têm poderes mágicos. São capazes de levantar qualquer ânimo, transformar qualquer roupa em super produção e qualquer mulher em heroína.
Ahhhh, os saltos. Alguns centímetros para nos tirar do chão, para elevar a alma e nos transpor à categoria de seres superiores.
577979_462568180483581_1709925918_n
Homens, nunca enfrentem uma mulher de salto alto. Elas são poderosíssimas, se sentem assim e te farão acreditar que podem muito mais que vocês. Se bem que… :P
Sapatos do post: Oliveira | Handmade Shoes

O canto da Sereia

Semana passada a Rede Globo deu um show com a mini-série O Canto da Sereia. Fotografia linda, cenas inesquecíveis e um roteiro ousado, diferente do que encontramos normalmente na TV brasileira. A série foi uma adaptação do livro homônimo de Nelson Motta (que já quero ler!) e interpretada por Ísis Valverde, que estava DIVINA como protagonista.

sereia03Outra coisa que foi impecável na produção foi o figurino. Sereia estava sempre linda, com vestidos de renda, muito bordado e com uma modelagem que valorizava o corpão da atriz.

Isis-Valverde-Canto-da-SereiaInspirações naturebas, mistérios do mar e belezas da fauna estão sempre na pauta das marcas, principalmente para o verão. O fundo do mar veio, principalmente no ano passado, com muita força, em vários desfiles famosos. Espia:

Chanel-PerlsInesquecível esse desfile da Chanel. Pérolas para todos os lados, até no cabelo. Quem não se apaixonou pelos grampinhos, né?

McQueen-SeaMcQueen também bateu um papo com os peixinhos e trouxe texturas, cores e formas dos mais lendários personagens.

Versace-SS-12Versace personificou a sereia. Colocou na passarela o ser mais encantador e mais sensual dos mares.

Pra quem também ficou super apaixonada por esse visual sereia moderna, e já quer sair por aí linda, como a Ísis Valverde, aposte em peças com aplicação de pérolascristais, materiais orgânicos, muita transparência e tecidos fluídos. Pra quem já quer ir “direto ao ponto”, desenhos de estrelas do mar, algas, corais e tudo mais que lembra a atmosfera incrível do mar estão disponíveis em muitas coleções por aí.

webposts_viz_060812_02Mas o que eu queria mesmo, era sair por aí com essa saia:

canto20Maravilhosa, né?

Se você também não conseguiu assistir a mini-série pela TV, clica aqui ó. Tem todos os capítulos! ;)

Navegação de Posts

%d blogueiros gostam disto: