O que eu penso do AMOR

Amor[1]Eu não acredito em amor à primeira vista. Eu não acredito que o amor é um estalo ou um sentimento mágico.

Eu acredito que o amor é uma escolha. Uma escolha que fazemos todos os dias. Eu acredito que o amor é racional e não tem nada a ver com o coração. Amar, pra mim, é escolher suportar o defeitos, é decidir ceder, respirar fundo, agradar, fazer companhia, querer a companhia, mimar, suportar e ser fiel.

É ver a cara amassada de quem acabou de acordar e escolher passar o resto do dia juntinhos. É escolher dormir todo dia com aquele ronco ou aquela menina espaçosa. É escolher aguentar a TPM, o futebol, os filmes de cómedia-romântica e a toalha em cima da cama.

O amor não é um sentimento. É uma atitude. É contar até 10 quando temos vontade de jogar tudo pro alto, porque trata-se de uma pessoa muito especial.

O amor não está no coração. Está na cabeça, para tomar conta de todos os nossos pensamentos e de todas as nossas ações. Por isso o amor não acaba. A gente que escolhe, por falta de motivação, não aguentar mais, não dedicar nosso tempo nem nosso espaço.

O amor é uma escolha. O amor é escolher a mesma pessoa todos os dias, pro resto da vida.

About these ads

Single Post Navigation

One thought on “O que eu penso do AMOR

  1. nossa, adorei! super me identifiquei! acho q o amor é bem isso :)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: